BA B I L Ô N I A

Nas curvas de um corpo-cidade, caminhos quase nunca vistos, pois são subterrâneos, deixam verter água, provocam desabamentos de areia e deslocam sútil e sorrateiramente o terreno, com fugas de ar. A babilônia de carne, ainda que treinada a viver em linha reta, não se deixa ser corrigida. Move-se com desejos de criar redes, tecendo um labirinto invisível, cujas entranhas são um chão e ao mesmo tempo uma bússola espiralar. Essa performance é uma travessia, é um encontro entre performers, coisas, luzes e sons que se entrelaçam em rotas fora da ordem. Uma vertigem a favor do caminho. Uma percepção labiríntica que gera encontros no se perder.

FICHA TÉCNICA DE CRIAÇÃO

Direção artística e criação: Carolina Canteli, Everton Ferreira e Iolanda Sinatra

Criação e Performance: Everton Ferreira, Iolanda Sinatra, Maria Basulto e Nina Giovelli

Produção Executiva e Administrativa: Iolanda Sinatra 

Assistente de Produção: Tetembua Dandara e Mariana Dias

Preparação Corporal: Paulo Carpino

Provocação Cênica: Deise de Brito

Iluminação e Automação: Marcus Garcia

Trilha sonora: Natália Francischini

Design Gráfico: Felipe Teixeira

Foto e vídeo: Lucas Reitano

 

Classificação: livre

Duração: 40 minutos